segunda-feira, janeiro 30, 2006

new trainspotting



Nove meses, preparar a vinda de quem esta tao longe
Confundido entre algo que nao eh e algo que se esconde.
Nove meses, conservar pra ele o que antes se cria
Encher o pequeno quarto com a sua poesia
Muito tempo, ate se aprender a soletrar a vida
Muito bom, ate se aprender que tudo esta na mira da inocencia adolescente
e que vai acertar...

Nove anos, tenho que ninar meu filho mais um pouco
Impedir que o tempo e suas marcas
facam dele um louco
Mas tambem cuidar pra que ele nao mantenha as maos vazias
Ensinar que a dor de muitas quedas pode ser sadia
e um dia ser apenas dor, passado e alegria

E mesmo assim, se ele decidir pelo caminho errado
Terei que estar com ele, errada do seu lado
Pra um dia eu ver de novo o seu sorriso
um filho eh algo que eu sou, e que eu tambem preciso

Pra um dia eu ver de novo o seu sorriso
um filho eh algo que eu sou, e que eu tambem preciso...

* cancao de nincar - Norman Bates e os Coracoes Alados

2 comentários:

Alucinógena disse...

Acho que algum dia o meu instinto maternal vai nascer. Só espero que não seja depois que os meus filhos estiverem crescidos...

Lili Cheveux de Feu disse...

Tu tá gravido?