quarta-feira, novembro 30, 2005

Romário

Ela é adepta da máxima "quem nasceu prá titular, não joga no banco", ou seja, é Romário, só anda na janela, comanda a canoa, anda no banco da frente,etc.
Mas com ele não dá...ele surge, some e ressurge sempre entre uma paquerinha, um namoro, um fim de caso dela. Os anos passam, o sexo continua maravilhoso e só melhora com o tempo. Passam horas conversando. Ele leva uma pinça prá ela tirar os cabelos brancos dele no Motel...ela entra no carro sem calcinha, com um tubo de óleo na mão dizendo que quer massagem, enfim, aquela putaria gostosa que só anos de intimidade permitem.
Saem toda sexta feira, não brigam, se curtem horrores, ela como amante sabe que deve usufruir de todos os momentos como se fossem únicos, não cobra nada, só espera pela sexta para encontrá-lo. Se libera do "compromisso" aos sábados, domingos e feriados.
No último encontro, ele perguntou :"namorarias comigo?". Ela pensou..."putz,o cara já teve 5 namoradas nestes anos todos, sempre as traiu comigo, então , não tem mulher mais titular que eu nessa parada!" e finalmente respondeu: "amor, deixa disso,vamos combinar nosso fds na praia".
O "Romarismo" visto por este ângulo até ensaia me convencer....
Agora pasmem: ele ficou magoadíssimo com a evasiva e já não liga a 72 horas!
Ao invés de ficar louca (pelo menos até este exato momento), ela simplesmente invoca o mantra do filósofo MOR ..."É peixe, cada um com seus problemas"!!!!

E vamos todas ao happy hour rir horrorres dessa palhaçada!!!!

Gargalhadas

Saí para comprar "O Liberal" (credo) , teor da manchete:"Ancião soca Dirceu em Brasília", no "Amazônia Jornal" (cruzes) : "Vovô irado dá um catiripapo em Dirceu, gritando "Toma logo o teu...". No "Diário do Pará" (afe maria) : "Matusalém indignado aplica verdadeiro "recebe" de jiu-jiteiro na face encerada de Dirceu e sai esbaforido gritando HOU,HOU,HOU"
Foi Papai Noel ao que tudo indica companheiro Maluco, foi sim...

Papai Noel ataca José Dirceu


Papai Noel, que na maior parte do ano escreve histórias infanto-juvenis, atacou José Dirceu em Brasília.

O ataque não foi bem sucedido, mas eu estava lá e conversei com o meliante. Ele dizia que não aguentava mais suportar a inocência das crianças e a impaciência dos pais. Ainda acrescentou:

- Você, meu filho, que sempre pediu a paz mundial e eu não pude te dar. Tentei agora pelo menos resolver uma das suas angústias.

De lá, eu saí para ver o mar.

Todos os trintas de todo novembro, porque doce é cada segundo que eu vivo ao teu lado



Eu gosto de sorver do fundo dos teus olhos todo o sabor que teu brilho traz. E eu gosto de sabores surreais. Faço-me teu, todo, e assim também sou todo surreal. Os anos passam e escorrem pelos nossos dedos de forma gostosa como areia morna em alguma praia da nossa infância. Pelo sal que cavalga os ventos, ainda sinto a dificuldade de abrir os olhos se sorrio, e és tu quem gargalha ao lado meu. No conforto desses (teus) sabores, eu me escoro e esqueço dos tempos em que precisava manter as mãos sujas para estar ao lado de um qualquer alguém...

"E eu sentia tanto medo, só queria dormir cedo, pra noite passar depressa e não poder me agarrar...
Noites de garras de aço, me cortavam em mil pedaços, e no outro dia, eu tinha de me remendar.
E se a vida pede a morte, talvez seja muita sorte eu ainda estar aqui...
E a cada beijo do desejo, eu me entorpeço e me esqueço de tudo o que ainda não entendi..."

E hoje, todo o meu sorrir, o meu sentir e o meu estar tem um "que" do que é o teu cheiro. Hoje, é por e para ti que meus cabelos balançam quando tudo é ventania. hoje, quando tudo é noite, são os teus sonhos que vão de encontro aos meus. E é o calor da tua palavra que aquece cada poro do meu corpo, que acende cada vela da minha alma.

Esqueço, finalmente, as tesouras manchadas com o sangue do passado, em alguma gaveta bem distante. Nos meus olhos, apenas o conforto do que és para o meu futuro. Eu não quero enigmas, eu não preciso crer. Eu tenho o meu melhor futuro, juntinho de mim, ao meu lado.... Será sempre o que há de ti a completar a minha ausência. Não é preciso dizer. Tu sabes. Tu sempre saberás.

Historinha de dormir...


Não conseguiu dormir de jeito nenhum. Outra insônia. Mas essa tinha motivo. Era tarde pacas, meia-noite, e a mulher dele estava ainda na noite, bebendo.
Fábio sabia que a mulher dele não ia inventar nada demais, mas ele ficava aflito, sempre ficava. Daí ouviu uns barulhos da chave. Era ela chegando. Sabia que era ela chegando porque os gatos que estavam aboletados em cima dele saíram correndo (até onde um gato sai correndo) e foram encontrar a mulher dele.
Ela entrou. Ele fingiu que estava dormindo. Ela chegou, foi ao banheiro, escovou os dentes e veio meio tortinha pra cama. De baby doll.
Deitou ao lado dele. Ele fingindo que estava dormindo. E, claro, é sabido que homens dormindo acabam ficando de pau duro.
Fábio estava de pau duro, mas não por causa do sono, e sim por ver sua amada de baby doll, era algo que o deixava bem feliz da vida.
Fábio, muito esperto, fez questão de deitar de barriga pra cima, pra que sua mulher visse direito o seu estado de animação.
Ela viu, deu pra perceber. Fábio queria saber o que ela ia fazer.
Ela, muito silenciosamente pra não acordar Fábio, que o Fábio tem sono leve e quando acorda é difícil dormir de novo, ela pegou com a mão direita onde o Fábio estava mais animado. Pegou de leve.
Mas só pegou, nem fez nada demais. E começou a se masturbar com a mão que estava desocupada.
Fábio sentiu pela rapidez com que ela se tocava que estava perto de gozar, então virou de lado. Ela parou e virou de lado também, costas para ele. E colocou novamente a mão dentro da calcinha.
Fábio viu que ela estava rebolando, então imaginou: ela continua se tocando. Muito do sacana, Fábio encostou o pau na perna dela. Ela abriu um pouco a perna. E, por entre elas pegou no pau do Fábio. Muito devagarzinho, ela dirigiu o pau do Fábio pra ela. Colocou primeiro a cabecinha lá dentro. E deu uma gemida baixa, mas deu. Devagarzinho, ela colocou o pau inteiro, que entrou facinho facinho. Estava muito molhada. A sua amada devia estar muito de fogo, realmente, porque a essa altura achar que o Fábio estava dormindo, só mesmo de fogo.
Mas o Fábio continuou fingindo. Ela suspirou, se masturbou rapidamente e adormeceu. Fábio estava acordadaço. Esperou um pouco até sua paixão vital dormir, daí levantou. Ela dormia de bruços, com as pernas meio abertas. Fábio, com todo o cuidado afastou a calcinha pro lado e começou a chupar. Ela se mexeu, mas não acordou. Mas virou-se, expondo sua melhor e mais depilada parte. Fábio afastou com a calcinha, e lambeu de novo ali, bastante. Ela não acordou, mas começou a gemer, e levou a mão ali mesmo.
Ele colocou atrás dela, tirou e voltou a chupar.
Daí, aconteceu: ela acordou. E quando acordou, acordou louca.
Louca mesmo. Agarrou Fábio e caiu de boca. Ela gozou em trinta segundos, a segunda da noite e a primeira com Fábio. Mas o Fábio continuou chupando. Ele sabia que depois de tanto esfrega, ia gozar num segundo. Então caiu de boca mesmo. Fábio chupou, enfiou a língua, passou o dedo, beijou a sua amada na boca várias vezes, e voltou a chupar lá embaixo.
Fábio sentiu pelos gemidos que ela estava quase gozando. Então ele penetrou.
Meteu mesmo.
Foi o que precisava. A sua alma gozou e ele, um átimo depois. Foi bem cansativo. Os dois ficaram suados um ofegando o outro ofegante. Pararam de suar, pararam de ofegar, se abraçaram. Fábio achou que tinha valido à pena ficar preocupado.

terça-feira, novembro 29, 2005

Crível

Tenho uma "liga" com palavras, jogo com elas independente da semântica, adoro simplesmente pelo som. Esbandalhar, Maléfico, Impraticável, Ininputável, Onipresente, Orifício, Causal, Assexuado, Macambúzio, Matusquela, Habitat, Apatolar, Cediço, Protocolo, Blasfêmia, Paixonite,Imensurável. Enfim, não conseguiria listar ,é impossível,são muitas as que me agradam de cara,algumas me despertam paixão repentinamente. Loucura,loucura...mas fazer o que? se eu não fosse maluca não estaria aqui não é mesmo?
Pois bem, sempre foi assim, até que eu a conheci, faz tempo, há anos na verdade, ela estava lá, numa página 152 qualquer :CRÍVEL...e eu me apaixonei por ela imediatamente! Só que tem um problema, com ela não consigo fazer meu jogo, "dessignificá-la" é impossível.
Ou é Crível ou não é nada! Não dou crédito, sou teimosa e quando cismo, é irracional, não adianta! Não é crível...o que vc diz, faz, pensa, a forma como age e como lida com o sentimento alheio ...eu simplesmente não posso "dessignificar", não dá.
Eu detesto Mentira,Traição, adoro Lealdade...não, não é Fidelidade, é LEALDADE. Adoro!
Odeio Enganar. Omitir até que vai...mas Enganar eu não gosto.
Gratuitamente então...
É isso, não é crível que um ser como eu seja tão ingênuo quando se trata de Interposta (adoro esta) pessoa. Eu acreditei mesmo no que ela me disse, quando ela me disse e quando objetivamente eu perguntei à Interposta pessoa.
Tudo bem... eu não jogo fora o que sinto, mas também não vou guardar na Gaveta.
Acho que Descobrir é legal, Descrédito é foda!

O espinafre de Yukiko



Pra quem gosta de quadrinho, excelente... Belissimo mesmo. Do frances Frederic Boilet, "L'epinard de Yukiko" eh de arrancar lagrimas de tanta sutileza. Cafajeste, tarado e filha da puta em doses certas, simplesmente apaixonante...

"Para os japoneses, a mulher ideal eh aquela que brilhe, que seja lustrosa e que possivelmente cheire bem. Mas isso nao eh uma mulher, eh um carro! Gosto de voce porque voce nao eh perfeita."

Adquire-se a 25 paus pela conrad editora, ou de graca no link abaixo...

http://hdvirtual.blogspot.com/

Premeditado Caos


a pedidos... Valeu a espera!

Mas se o rock fosse vivo, hoje ele dava mais um suspiro pra mostrar que tem força.

Sim, há uns 10 anos atrás um malucão em Seattle estudou um pouco de budismo e inventou de estourar com um ritmo meio diferente, mas influenciado por todo o hard rock e punk dos anos 70.

Junto com eles tinha uma outra turma de ativistas que comiam uma geléia alucinógena.

Enfim, essa turma inventou o grunge, não só um rítmo, mas um estilo. E como tudo na vida passa, muitos ficaram na linha do tempo, outros ficaram na linha do tiro. Mas essa turma continuou e mostrou que em terras tupiniquins, o rock sobrevive aqui e alí sem nenhum maníaco de carro atropelando a galera.

Ainda contaram com a presença de um dos últimos vivos da família mais influente do punk-rock, Marky Ramone. Rock and Roll High School!

Carneiro ao molho de queijos e espinafre.



Receita original. Porque eu nunca vou esquecer dos sabores do teu sorriso, nem dos cheiros dos teus encantos...

Ingredientes:

trezentos gramas de carne de carneiro.
duas cebolas, tres dentes de alho.
Azeite de oliveira curtido ao funcho ou ao estragao
Ervas finas a gosto, e muito manjericao.
Cogumelos, bastante. Muitos tipos, tambem.
Sal e pimenta do reino a gosto e ao gozo.
Queijos camembert, roquefort e muzzarela.
Creme de leite. Uma lata.
Espinafre. Um chumaco.

Modo de preparo:

Passar a carne previamente temperada numa frigideira com pouco oleo, deixando-a dourar, mas sempre tomando cuidado para nao perder a maciez, porque eh por textura que toda tez reclama. Reservar. Em seguida, dourar meia das duas cebolas, previamente cortada em rodelas, na mesma frigideira, sempre tomando cuidado para nao enegrecer, que eh de brilho que tuas retinas precisam. Reservar.

Na mesma frigideira, sem nunca lavar, refogar cebola e meia picadas mais todos os tres dentes de alho, tambem picados, ate que dourem, porque teu sorriso eh nobre. Acrescer de espinafre, cortado em finas tiras, assim como todas as ervas finas. Sobre tudo, cogumelos, que alucinacoes sao preciosas. Tampar ate que os cogumelos hidratem. Por fim, despejar o creme de leite, ate que tome corpo, que eh de forma que as as maos precisam. Soma-se a isso todo o queijo, pois tambem requeremos cheiros, e mexendo lentamente, que a noite sera longa, espera-se que os sabores dissolvam-se, ate que a atmosfera seja preenchida por tua gula de mim.

Modo de servir:

Em um recipiente fundo, despejar o creme, porque sao sempre liquidas as intencoes. Sobre o creme, arruma-se belamente as carnes, e sobre estas, a cebola dourada. Pita-se poucas ervas, um gracejo e uns olhares, daqueles que nao precisam dizer "sim". Devorar saboreando Ella fitzgerald, com um Cabernet-Sauvignant como testemunha, pois as paredes tambem falam.

Ah, servir em bolhas flutuantes. O cheff e autor da receita, que vos fala, nao se responsabiliza pelos nove meses que seguem. Mas nao mesmo.

Assim que nos querem



Grande Iggy...
Vontade de estar no Brasil nessas horas. Mas ha sempre a chance de ele pintar por terras niponicas. Sempre.

segunda-feira, novembro 28, 2005

Nova especie de Leao Marinho encontrada no sul do Japao



A especie, provisoriamente chamada de Brenus cervejisticus, esta sendo mantida em cativeiro para realizacao de estudos comportamentais... Acima, um macho territorialista fazendo sinal de "cai fora e me da uma cerva, mano!"

Em outubro deste ano, foi descoberta uma nova especie de Elefante Marinho nas aguas do malvado oceano pacifico, no sul do Japao, mais precisamente na ilha de Tairajima.

O animal se alimenta de fontes ricas em cevada ou trigo, e possui leveduras simbioticas em seu intestino delgado, que atuam na fermentacao dos compostos organicos, transformando-os em cerveja. Fontes ambientalistas citam que ha escassez de alimento em seu habitat natural, portanto alguns exemplares de Brenus Cervejisticus foram avistados em terra firme durante meados de Novembro, em Hiroshima, Japao Central. Na ultima aparicao em terra firma, tratava-se de um macho terrotorialista arredio e bravo, que lutava para reidratar-se, em vao, bebendo litro apos litro de cerveja Guinness, num pub chamado Molly Malone...

Cada doido com sua mania....



Para nao haver erros, Felipe ateou fogo em seu veiculo antes de atira-lo de encontro aos sessenta folioes...

A explicacao dele foi curta e grossa:

"Eu nao gosto de pagode! Eu odeio pagodeiro! Tomei umas a mais e criei coragem: Peguei a caranga e zarpei para cima de todos!" Quando esclarecido que nao se tratava de pagode, mas de axe music, baianices ou coisas a fim, de pronto Felipe respondeu: "Da na mesma..."

Tudo bem, tudo bem... Eu tambem nao gosto de baianices nem de pseudo-pagode, mas o Felipao ai em cima pegou um pouco pesado...

Essas coisas a gente nao faz com carro. Faz com bomba nuclear. Nao tem erro.

Começar de novo

Buenas, estamos aqui em casa nova.

E eu to com insonia, pra variar, pensando que tomar um chá de erva-doce vai me fazer dormir.

Nunca mais como feijoada e durmo na tarde de domingo.

Espero que possamos fazer muito sucesso nessa obra prima internética.

Abraço a todos.

sexta-feira, novembro 25, 2005

Morreu o Senhor Miyagi



Olhem so o velhinho mostrando que nem so de zen vive o homem oriental...

Morreu o Senhor Miyagi.... Deu na UOL. E agora, quem vai treinar o Daniel San?!?!?! A noticia gerou comentarios em todo o mundo zen hollywoodiano. Aqui no Malucos, destacamos os pesames daqueles de maior importancia, entre amigos e adversarios.

Mestre Yoda (Guerra nas Estrelas) - Com ele a forca estava... Um dos maiores adversarios, sim ele foi. Diferente pesavamos, era uma pena, mas reconheco que com ele a forca estava...

Neo (Matrix) - E agora? Quem vai comer a oraculo?

Oraculo (Matrix) - A resposta esta dentro de voce...

Daniel san (discipulo fiel) - Snif... Snif... E tudo o que eu pude aprender ate hoje foi lavar pratos, encerar carros, pintar cercas, cortar bonsais, consertar bicicletas... Nem o truque de apanhar moscas com palitinhos aquele velho pervertido me ensinou!!!

Adios, nonino...


Sim, foram bons tempos...
Tempos regados a cerveja, rock and roll e mulher... E mulheres, rock and roll e cerveja regados ao tempo. Agora, que tudo fique ao deus-dara!
Depois de inumeras tentativas de falar sobre a camisinha liquida que algum chines inventou, sobre a miss penitenciaria angolana (deliciosa) que pintou em Sao Paulo ontem, e depois de muita frustracao, chegou nossa hora de pintar as paredes da casa tambem!

Sintam-se a vontade por aqui, minhas caras e meus chegados...

Sentem-se a vontade, abram uma cerveja geladinha e...

Slainte!