quinta-feira, março 13, 2008

Se...

Se eu fosse um mês seria... Outubro. Não é porque é o mês do meu aniversário. Outubro é a cara do Pará, de Belém. Não sou católica mas a farra do Círio é do caralho. E pra mim, aí que começa o "fim do ano".

Se eu fosse um dia da semana seria... SEXTA! É quando tudo começa.

Se eu fosse um número seria... 4. Sei lá, porque é par.

Se eu fosse um planeta seria... Vênus. Porque ele é pequeno, brilhante, aparentemente adorável. Tão adorável quanto letal.

Se eu fosse uma direção seria... Sul. Prefiro pingüins a ursos polares.

Se eu fosse um móvel seria... Uma eletrola. Nada como o som de 1 bolachão.

Se eu fosse um liquido seria... Uma cerveja estupidamente gelada bem no meio da tarde.

Se eu fosse um pecado seria... Vaidade. Porque não tem erro.

Se eu fosse uma pedra seria... Ametista. Porque é a pedra que mais "capta" energia positiva E é lilás, minha cor preferida.

Se eu fosse um metal seria... Platina. É melhor que prata e não é dourado.

Se eu fosse uma árvore seria... Jacarandá. Pode não ser muito alta mas tem madeira da melhor qualidade. Fora que, em floração fica a coisa mais linda, e as flores ainda são lilás!

Se eu fosse uma fruta seria... Maracujá. Porque é gostoso de qualquer jeito: puro, no suco, bolo, molho, caldo, calda, tudo! É tão bom chega faz mal.

Se eu fosse uma flor seria... hortênsia ou dama-da-noite. Pela cor, pela beleza e aroma.

Se eu fosse um clima seria... Frio. Odeio calor.

Se eu fosse um instrumento musical seria... Piano. Notas de veludo em tom de melancolia.

Se eu fosse um elemento seria... Água. Tira o peso das coisas, faz flutuar. Mas também afoga.

Se eu fosse uma cor seria... Lilás, mais precisamente lavanda. É a cor mais positiva mas tem matiz de saudade.

Se eu fosse um animal seria... Águia americana. Pra poder voar como uma pluma, enxergar longe e ser certeira no bote.

Se eu fosse um som seria... Um solo de sax. Inebriante, sinuoso e sensual.

Se eu fosse uma letra de música seria... ih, essa é foda. Não seria uma só. No momento, talvez seria um pout-pourri de Luz Del Fuego+ Pagú + Gata Todo Dia.

Se eu fosse uma canção seria... porra, de novo?! Uma só não dá. Agorinha sou Hotel Califórnia. Mas depois eu seria Baker Street, viraria Time (Pink Floyd) e então me transformaria no Prelúdio da Morte de Isolda. Por último seria Lacrimosa do Réquiem. (hoje é assim, amanhã, muda tudo)

Se eu fosse um estilo de música seria... blues e rhythm & blues. Visceral, tanto pra alegria quanto pra tristeza. Pro bem e pro mal.

Se eu fosse um perfume seria... Tókio, by Kenzo. (amo perfume masculino)

Se eu fosse um sentimento seria... Saudade! Só se sente saudade quando valeu à pena. E quem sente saudade nunca esquece.

Se eu fosse um livro seria… "Só os idiotas são felizes". A autora ME escreveu. Tudo o que eu penso e sinto tá lá. Ela deve ter sonhado comigo...

Se eu fosse uma comida seria… filé à parmegiana da Cantina Italiana. Ou batata-frita (ninguém resiste à batata-frita)

Se eu fosse um lugar (cidade ) seria ... Londres. Cosmopolita em todos os sentidos.

Se eu fosse um gosto seria... do primeiro gole de cerveja de sexta-feira. Gosto de boemia, de liberdade.

Se eu fosse um cheiro seria… de mato molhado da chuva das 2 da tarde. A cara de Belém!

Se eu fosse uma palavra seria… tesão. É o que inspira, move as pessoas, dá sabor a tudo o que fazemos.

Se eu fosse um verbo seria… sonhar. Sonhos estimulam a gente a crescer, evoluir.

Se eu fosse um objeto seria… uma jukebox (acho que é assim que se escreve). Assim eu guardaria todas as músicas que marcam a vida da gente.

Se eu fosse uma roupa seria… na realidade eu seria um sapato, scarpin, de bico fino e salto bem alto. Basta um desses pra qualquer mulher se tornar fatal. Tendo isso, roupas são dispensáveis.

Se eu fosse uma parte do corpo seria… nariz ou orelha. Imagens marcam, mas os aromas imortalizam. E a música embala os sonhos e frustrações da vida.

Se eu fosse uma expressão seria… o choro. Ele só aparece quando algo ou alguém realmente emociona, derruba todas as defesas psicológicas, seja por alegria, tristeza, agonia ou saudade.

Se eu fosse um desenho animado seria… GARFIELD, é claro! Come, dorme e é sarcático. Só falta beber...

Se eu fosse um filme seria… em termos de personalidade, seria "Moulin Rouge": vibrante, boêmio exagerado. Mas em se tratando do que gostaria de ser, "Antes do Amanhecer" seria o ideal: simples, despretencioso e real, mas com toques sutis de lirismo.

Se eu fosse um forma seria… triângulo. Sei lá... deve ser porque é a forma mais básica de todas. Tá em tudo, faz parte de tudo...

Se eu fosse uma estação seria… outono. É a mais melancólica das estações. Metaforicamente, não é o começo (primavera), não é o auge (verão), é o meio que permite sonhar com o fim (inverno) mas tendo a bagagem do ontem pra nortear a gente. Inspira saudade mas com esperança no por vir.

Se eu fosse uma frase seria… "Meninas boazinhas vão para o céu. As más vão onde quiserem."

6 comentários:

Bowie Macgowan disse...

Pretensiosa nada, hein?

Leonardo werneck disse...

muito bom!!!

rs



beijos

Alucinógena disse...

Não, pretensiosa tudo, meu bem.

Charlie disse...

olá !
Comparações picantes com um toque
doce e um mix de verdades irônicas
(desculpe por comentar assim ).
Passe mais vez por láh pra dar uma olhada as vezes !
...vou tentar postar com mais frequencia!

obridago
beijo

Sentimentalidades-Todas disse...

Olá moça!
eu deixo sim vc roubar o desafio....
que por sinal ficou ótimo.
Obrigada pela visita....
Aparecerei + vezes por aki
Abraços

Mônica

L.S. Alves disse...

É por essas e outras que cada vez mais tenho vontade de transformar essas amizades virtuais em amizades reais.
Um abraço.