sábado, outubro 27, 2007

We're all slaves to a big machine



Semana passada, comprei o disco novo do Velvet Revolver, o "Libertad", lançado em Julho passado. Comprei um tanto desconfiado, pois após o enorme sucesso do antecessor e excelente "Contraband", de 2004, achei que eles não conseguiriam fazer grande coisa parecida, principalmente após três anos de barulhos nas estradas e silêncio nos estúdios.

Mas não estamos mais tratando com o Guns and Roses. Não, não se trata disso. O Gn'R acabou para sempre com o suicídio de todos os seus integrantes, restando apenas o Sr. Axila cor-de-Rosas, que teima em prometer disco novo há quase dez anos. Slash, Duff e Matt morreram. E ressuscitaram sob a forma de Velvet Revolver. O disco dispensa qualquer comentário, é excelente da primeira a última das dezessete faixas que compõem o álbum, igualzinho ao trabalho de 2004. Eu queria muito, muitíssimo, ser imparcial aqui e comentar o disco faixa-a-faixa, mas seria fazer propaganda demais pra um bando de filhos da puta viciados com suas quase quarenta décadas. Por isso, disponibilizo um link do tipo "rapidshare" aí em cima, para os que pensam em conferir.

Bom, eu ainda compro discos... Gosto de comprar especialmente LPs, coleciono o quanto posso de música, seja em qualquer formato ou mídia. Tenho um orgulho e carinho gigantesco pela coleção cara e por vezes raras, e por muitas vezes sem-vergonha (por ser pirata também) que eu acumulei ao longo desses anos. E o novo do Velvet Revolver vai tinir por muito tempo ainda nas caixas de som da minha vida.

4 comentários:

Hans Clausen disse...

não sei, cara.

acho que o fato do Andy Warhol ter sido um dos 'donos' da banda, criei um bloqueio com os caras.

vou tentar.

Maluco disse...

O Andy Wharol é dono da banda?

Bowie Macgowan disse...

Foi só uma metáfora, Maluco... Só uma metáfora.

Maluco disse...

Só uma metáfora?
Hehehhe
Mas pois sim, o disco é muito bom, e suas faixas são muito bem feitas, de forma que ele traz uma sensação muito aprazível ao escutá-lo.
Mas opa, peraí caceta, eu escutei o disco então o certo seria:
Pois é, o disco é do caralho e as faixas são boas pra porra, o que me dá o maior tesão em escutá-lo.