quinta-feira, outubro 25, 2007

Para chapar, tu precisas de....


Para chapar. Muitos fariseus, judeus e proto-cristãos necessitavam de uns odres de vinho, do mesmo modo que alguns japoneses necessitam de umas chávenas a mais de saquê. Os irlandeses, desde o início dos tempos (e desde que se conhece a Irlanda), o fazem em doses proporcionais de pints de cerveja escura tipo stout ou uisque irlandês. Os russos, com vodka, e o sertanejo sofrido do agreste, com pinga brava. Sempre foi assim. Até hoje é assim. Não, minto. Há quem chape com agentes psicotrópicos. Os beatles, por exemplo, chapavam com Lucinhas no céu brincando com diamantes.

Mas este honorável rapaz de nome Hans Clauden, não pode ver uma mangaba. Tu não tens noção de como ele perde os sentidos com apenas uma gota de suco de goiaba. Não tens idéia de como ele se transtorna se chega uns cinco metros próximo de um kiwi.

Espero que ele conheça também cupuaçu, bacuri, piquiá, pupunha e cajarana. Se não, tá fodido....
E como tá.

Excelente blogue, sobre frutas. Sem os sais. Somente as frutas.
Pra que eliminar a acidez, afinal de contas?

Link no título. E dia desses, aí do lado também.

3 comentários:

Hans Clausen disse...

Oras, agradeço os elogios meu jovem.

só uma dúvida:
'Honorável' é algum tipo de sinônimo para bizarro ou dicotiledôneo nas suas terras?

:D

Já adicionei o 'Malucos somos nós' nos favoritos.
A final, malucos somo nozes!

Hans Clausen disse...

Ah. Suas sugestões já entraram na lista!

Bowie Macgowan disse...

Em bom português, no Japão, na Holanda e até na Indonésia, "honorável" é como chamamos as pessoas aqueles dignos de honra.
No teu caso, "honorável" poderia significar "aquele que nos concede a honra de dar boas risadas", sei lá.
Isso é com aqueles que acreditam na palavra e que ela possa significar algo além do que o Aurélio e o Houaiss (O "uai, sô" dos mineirinhos). Eu só ponho lenha na fogueira mesmo.
Um forte abraço!
Quanto ao cupuaçu, piquiá, bacuri, muruci, pupunha, ingá, jambo e cajarana, aguardamos os relatos com a mesma fome de quem sobe na jaqueira pra roubar goiaba e volta com de lá com uma manga nas mãos.