quarta-feira, abril 05, 2006

Morre aos 90 anos, o Palhaço Carequinha


Confesso, e não nego, que desde criança eu queria ser palhaço quando crescesse.

Hoje em dia, não consigo determinar onde acabou minha infancia, onde passou a adolescência e nem sei dizer se sou adulto. Mas a admiração pelos palhaços ainda existe.

Se não virei palhaço, cheguei perto. Talvez um nariz vermelho e uma maquiagem, quem sabe.

Foi muito triste saber que o Carequinha morreu. A gente nunca quer que isso aconteça.

O Carequinha que eu gosto teve um fim agora. O outro carequinha que não gosto continua por aí. (Tudo bem, não usei as palavras corretas, mas a tristeza de ver a inocência de um palhaço acabar me fez pesar bem as palavras).

Outra coisa que eu admiro no Carequinha, (O palhaço de verdade) é que ele sempre foi uma pessoa a frente do seu tempo.

Cliquem no título, e vcs vão ver a matéria do Terra (www.terra.com.br). Lá no finalzinho, podemos ver que ele já havia vendido mais de 2 milhões de cópias do seu CD, em 1962.

Tomei a liberdade de copiar e colar, vejam abaixo também:

(...)Nesta época ele começou a gravar canções infantis e chegou a vender mais de 2 milhões de cópias de seu CD em 1962. (...)

Entao, ele ja alegrava a vida de muitos pais de pessoas como nós, com o seu CD há 44 anos atrás.

Sei que esse blergh aqui é muito visitado, e após esse post vão corrigir o site lá, por isso não podia deixar passar essa.

Um comentário:

O Bê disse...

Pode crê, só palhaçada