quinta-feira, maio 25, 2006

Pra calar a choradeira do Breno, berro aqui meu desespero!!!

Por que me fazes tão mal?
Logo a mim que não te resisto
Justo àquela que te quer tanto
E que só tem olhos pra ti

Por entre todos

Sei que não uso palavras pra demonstrar o que sinto
Todas as palavras do mundo são ordinárias demais pra descrever o que me despertas

Elas não dizem nada!
Aquele que se cala é quem diz tudo o que pensa
Com atitudes, e isso de sobra tu recebes de mim

Quando te vejo, deliro, sonho com teu gosto
Com teu cheiro

Ele me deixa tonta, patética, me escraviza
Sugando todos meus sentidos e forças enquanto minha boca não te toca
Não te sente, não se sacia

Mas quando istso acontece, tu me machucas
Uma dor aguda que se espalha, me rasga por dentro, quase partindo ao meio
Mas mesmo assim me entrego pois não há dor perante o êxtase de te sentir assim, tomando conta de mim, invadindo minhas entranhas, me tomando para ti

Mas o prazer é por demais efêmero
E logo só me resta o ardor de não te sentir mais o gosto forte e de saber que nunca serás só meu como eu queria!
Vem aquela vontade de não comer, nem mais viver perante o fatídico desfecho a que me destinas

Por fim, o que fica é a questão inicial
Por que me fazes tão mal, se só te quero bem?
Por que tu, maracujá és tão insensível com meu estômago?
Que diante de ti sucumbe frágil assim

Fácil assim!
Por que meu estômago só desfalece ao teu encontro?
Nem em inebriantes braços outros

Nem cachaça, vodka ou uísque
Nem a tekila ou a tão fadada coca-cola me fazem o estrago que tu fazes...

Mas, apesar de tudo, eu ainda te amo, e vou continuar amando pro resto da minha vida
Maldito será o dia que eu não possa beber de ti!

Maracujá é foda, o único que me faz pedir arrego no 1º copo!

3 comentários:

Bowie Macgowan disse...

Egua, eu gosto de maracuja....
Acho que meu primeiro contato com o alcool (ainda menor, muito menor) foi com uma batida de maracuja, bebendo na casca.
Hoje, prefiro o creme ao suco, e o sorvete a fruta em si. Os de gaveta ainda tem seu lugar de destaque.

Mulher Maravilinda disse...

Repetindo o que eu disse no nosso blogg: não é à toa que chame fruta da paixão em inglês!

Pedro disse...

Batida de maracujá é foda!
Um beijo