quinta-feira, setembro 14, 2006

伴天連 - BATEREN: A Cafeteria mal-assombrada de Higashi-Hiroshima



Segunda feira passada eu fui tomar um cafezinho em Bateren: Uma cafeteria mal-assombrada, tocada adiante por uma senhora ja bem idosa e altamente tosca, que fala com um sotaque bastante carregado daqui de Hiroshima. Muitos a tem como bruxa, inclusive os taxistas da regiao.




A cafeteria tem de tudo: caveiras de verdade, tanto humanas como de animais, velas, incensos, sinos semelhantes aos de templos budistas, imagens de deuses e demonios milenares da China e do Japao, e uma carranca africana, que lembra aquelas que encontramos no litoral nordeste brasileiro.



O ambiente eh bastante escuro, e dentro da cafeteira eh proibido tirar fotos. Consegui tirar apenas uma, com o meu celular, mas nao pude usar o flash, senao a velhinha perceberia e falaria um monte. A foto nao esta tao boa, mas fica aqui, para a posteridade.



No cardapio, cafes e chocolates GELADOS. "Hehehehehe, aqui so se serve bebida quente depois que a primeira noite neve vir... hehehehehe". Sucos dos mais diversos, enfim, TUDO com o nome trocado: O "chocolate quente gelado", por exemplo, eh servido como "creme fecal", o "Kou-cha" (cha vermelho chines) eh servido como "Cha sangrento", e por ai vai. Para as bebidas que possam acompanhar leite ou limao - como cafe ou cha, ela pergunta antes de servir: "tetas ou caretas?". O sanduiche natural, de acordo com a velha senhora, feito a mao por uma assombracao que ali vive, eh uma delicia, e eh o UNICO PRATO QUENTE servido no local, "porque os ingredientes ainda estao frescos, vivos.... sabes como eh, hehehehehe", diz a velha.

A trilha sonora do local eh macabra, sinistra. E os visitantes podem tocar em tudo: bater os sinos, tocar as imagens de tetas e deuses-femeas que estao por ali, "...so nao me responsabilizo, hehehehe". O ambiente eh iluminado apenas por meia luz e velas. Qualquer um que se arrisque a ir ao banheiro, tem uma bela surpresa: "...Ha uma serpente no banheiro, cuidado". E o infeliz que se arriscar, ao chegar la, a velha apaga TODAS as luzes do recinto (banheiro e cafeteria em sim). Mas nao ha cobra nenhuma.



O jardim, lembra um cemiterio abandonado, e eh rodeado de ares malditos.

Qualquer um que venha me visitar em Hiroshima - VALE A PENA.

3 comentários:

Maluco disse...

Impressionante!!!!!

Alucinógena disse...

Já curti essa velha... ela cria ou clima do lugar. um marketing nato e incomparável. Adoro coisas que são assim: tradicionalmente insanas, sem ser pra chamar a atenção, são assim porque são e pronto...

Falta esse esse tipo de tradicionalismo aqui. O único lugar que ainda guardava esse tipo de postura era o Pirâmides: depois das 4, as mulheres que se cuidassem... (depois te conto porquê)

Rodrigo Soares disse...

Putz! Muito bom isso!
Imagina só:

"Aí tia, solta um creme fecal pra mim, com tetas!"

ahauhauhuahuah sinisshtro