terça-feira, janeiro 17, 2006

Divagações em co-autoria

Fim, o abrupto fim, e eu me pergunto: Onde é que eu vou hospedar estes benditos sentimentos? O coração transborda, o sótão tá cheio de pensamentos que atrapalham meu sono, meu bom senso saiu pela porta a 72 horas, nem sinais de retorno, esqueceu o casaco..é uma agonia!
Vai rolar uma ação de despejo, mais uma vez, não é a primeira, nem será a última.
Alguém se oferece prá chamar um caminhão baú, é o Maluco, praticamente co-autor deste post.
Deveras sensível,neste exato momento a flor da pele digo: não adianta disfarçar, eu sinto,mas enfim, não vou condenar o mundo por isso!
Cadê meu pote? Eu tenho um, levaram a tampa, com tudo...nem sei.

3 comentários:

Bowie Macgowan disse...

Menina, menina....
eu hein, eu hein....
nao?

Galática disse...

é...tá foda, mas como sou galática,bem humorada, romântica incorrigível, sei que passa.
Como diria Vinícius..."Quem pagará meu enterro e me mandará flores qdo eu morrer de amores?"
Ninguém morre não...

Alucinógena disse...

Meu, enquanto rola esse despejo, convida o vizinho pra tomar 1 cafézinho, ou outra coisa...